Bacharelado em Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia - DTCS3

Navegar

Submissões Recentes

Agora exibindo 1 - 5 de 12
  • Item
    Qualidade ambiental de áreas utilizadas para a horticultura em Petrolina, Pernambuco
    (Universidade do Estado da Bahia, 2023-07-13) Santos, Graciele Souza; Almeida, Gabriela Macêdo Aretakis de; Silva, Alineaurea Florentino; Gonçalves, Meridiana Araújo; Bispo, Rogério de Souza
    Na Região do Vale do São Francisco, é comum a prática de atividades agrícolas urbanas, que geram fonte de renda para várias famílias e suprem necessidades alimentares da população local. No entanto, a escassez de orientação de manejo do ambiente para as hortaliças é uma questão preocupante no que diz respeito à qualidade dos produtos das hortas comunitárias. O objetivo desta pesquisa foi analisar a qualidade da água de irrigação e do solo de hortas comunitárias na região urbana de Petrolina-PE. Foram realizadas coletas de amostras de água de irrigação e de solo em 10 hortas situadas em terrenos de escolas públicas deste município. As coletas e análises dos parâmetros físicos e químicos da água e do solo foram feitas em parceria com a Embrapa Semiárido-PE e Projeto Participa, seguindo metodologias do Laboratório de água e solo da Embrapa. Os resultados das análises de água classificaram a dureza da água como branda e C1S1, com salinidade baixa e baixo teor de sódio, obtendo a classificação ideal para a irrigação, porém análises de pH se mostraram preocupantes em 9 hortas, sendo necessária a aplicação de medidas corretoras desse parâmetro. Diante das análises de metais no solo é preocupante a concentração de Fe, Zn, Cu e Mn de acordo com CONAMA, requer investigação. Este monitoramento é de grande importância na segurança alimentar, social e econômica da região.
  • Item
    Eficiência e toxicidade de fontes de insumos orgânicos na produção de uvas finas de mesa no vale do São Francisco
    (2022-12-15) Nascimento Júnior, Paulo Paz do; Gonçalves, Meridiana Araújo; Silva, André Luís Lopes da; Paz, Cristiane Domingos da; Bispo, Rogério de Souza
    A utilização de insumos orgânicos na produção agrícola para o manejo de doenças fúngicas em plantas é uma alternativa que une sustentabilidade ambiental e segurança alimentar. O estudo teve como objetivo avaliar a eficiência e a toxicidade de insumos orgânicos; Phytotrat®, calda bordalesa, aminoquelato de cobre, e extrato de alho no controle de Glomerella sp na produção de uvas finas de mesa. Foram realizados experimentos in vitro com a técnica de microdiluição em caldo, no qual foi avaliado o potencial fungicida dos insumos orgânicos e teste de toxicidade com Artemia salina para estabelecer níveis de toxicidade. Os resultados obtidos demonstraram que o extrato de alho se apresentou como o mais eficiente no controle do fungo e com nível de toxicidade baixo, e o Phytotrat® o mais tóxico para o organismo modelo utilizado.
  • Item
    Meio de cultura alternativo para multiplicação de bactérias de interesse agrícola
    (2022-07-18) Dinas, Sophia Santos Eleftherios; Santos, Adailson Feitoza de Jesus; Leite, Jakson; Guimarães, Poliana Gonçalves
    O aumento da demanda por alimentos, aliado a necessidade de uma produção agrícola que utiliza menos fertilizantes químicos e pesticidas sintéticos tem impulsionado o desenvolvimento de novas ferramentas para a agricultura. Neste cenário, os microrganismos têm sido vistos com uma possível ferramenta que alia redução de custos e produtividade. Devido ao crescimento na produção e uso de bioinsumos, e as projeções para um crescimento contínuo, as técnicas de produção estão sendo atualizadas constantemente, e o meio de cultura é um fator importante e precisa ser considerado para obtenção de melhores resultados na multiplicação, seja industrial ou on farm. Desta forma, o presente estudo teve como objetivo avaliar a eficiência de um meio de cultura alternativo para o crescimento e multiplicação de microrganismos, de interesse agrícola, em condições laboratoriais. Bacillus amyloliquefaciens e Chromobacterium subtsugae foram cultivadas em meio de cultura TSB e meio de cultura alternativo em diferentes concentrações (0,2%, 0,5%, 1% e 2%) para estabelecimento da sua curva de crescimento a partir da determinação da densidade óptica (DO) a 600 nm a cada 12 horas, durante 72 horas. Na fermentação de B. amyloliquefaciens todas as concentrações do meio alternativo permitiram atingir o crescimento semelhante à do meio TSB, sendo que a melhor concentração foi de 1%. Para C. subtsugae sua taxa de crescimento foi melhor nas concentrações 1% e 2% quando comparado aos demais tratamentos, porém, a concentração de 1% se mostra mais viável economicamente. Este estudo mostrou que o meio de cultura alternativo é uma opção para a multiplicação das bactérias Gram-positivas e Gram-negativas, de interesse agrícolas testadas.
  • Item
    Análise comparativa de ferramentas para classificação taxonômica de metagenomas
    (2022-07-16) Silva, Gabriel Amorim de Albuquerque
    Grande parte dos microrganismos não são cultiváveis, sendo a identificação de táxons em amostras complexas um desafio. A metagenômica permite analisar a comunidade microbiológica diretamente pelo material genético. Com isso, classificadores taxonômicos foram desenvolvidos para processar os dados do sequenciamento, utilizando diversos algorítimos e métodos. O trabalho objetivou a comparação de quatro classificadores, pela utilização do dataset simulado CAMI Toy Mouse Gut, sendo avaliados facilidade do uso, uso de RAM, tempo de execução, tamanho da base de dados, precisão e especificidade da classificação. Kaiju teve configuração e MetaCache uso mais fáceis. Centrifuge utilizou mais RAM e tempo na construção e MetaCache na classificação, enquanto Kraken2 teve os menores resultados gerais. Centrifuge teve o maior tamanho máximo e menor mínimo da base de dados, enquanto MetaCache teve o menor máximo e maior mínimo. Quanto a assertividade da classificação, Kraken2 e MetaCache se mostraram semelhantes entre si e com melhor precisão, Kaiju foi o mais específico em níveis a partir do gênero, porém especialmente inferior em espécie. Kraken2 foi mais rápido, com menor uso geral de RAM e com a segunda menor base de dados, tornando-o a principal recomendação.
  • Item
    Sustentabilidade no setor industrial: a produção mais limpa como ferramenta de otimização em indústria de couro
    (2022-07-13) Dias Filho, Raimundo Nonato
    As preocupações da sociedade com o meio ambiente vêm ocorrendo de modo mais proeminente desde meados de 1960, visando encontrar as melhores alternativas para conciliar o desenvolvimento industrial sem causar danos ambientais. Neste sentido, as empresas e as organizações buscam a melhor forma de atender os critérios para minimizar os impactos gerados pelos processos produtivos, tendo como meta alcançar o Desenvolvimento Sustentável. A Produção Mais Limpa (P+L) é uma ferramenta desenvolvida para compor o Sistema de Gestão Ambiental de uma organização, através de ações preventivas que possibilitem a diminuição dos impactos gerados durante a produção. Assim, o presente trabalho teve como objetivo a elaboração de uma proposta de otimização de processos industriais com aplicação da metodologia de Produção Mais Limpa. Para isso, foi escolhida uma empresa localizada na região de Petrolina, no estado de Pernambuco, no Nordeste do Brasil que atua na produção de couro. De modo geral, as empresas que atuam no ramo de curtume produzem certa quantidade de resíduos em cada etapa da produção. Na empresa citada, foi realizada a metodologia que foi dividida em seis etapas, como: visita técnica; planejamento e organização; avaliação; pontos de otimização; estudo de viabilidade; implementação e monitoramento. Os procedimentos de avaliação e planejamento foram realizados através da etapa de visita técnica, para caracterizar as atividades operacionais. Logo, foram identificados pontos a serem otimizados para a elaboração de uma proposta que atendesse os interesses da empresa conciliando com o desenvolvimento sustentável. Portanto, foram determinados cinco propostas para ser implementado dentro da empresa como: Gestão de fornecedores; Racionalização ou substituição de produtos químicos; Gestão organizacional e comunicação; Monitoramento de poluentes atmosférico; Proposta com relação os resíduos. Além disso, foram apresentadas medidas que ajudaram a manter os parâmetros necessários de cada etapa da produção, bem como, a possibilidade de novas tecnologias a serem explorada pela empresa.