Título: Artes Visuais e Deficiência Intelectual: aprendizagem através da Arte-Educação, um estudo de caso na Apae de Jacobina - Ba
Autor(es): LEITE, Kátia Cristina Novaes
Palavras-chave: Artes Visuais
Deficiência Intelectual
Aprendizagem
Inclusão Social
Teoria Sócio-Histórica
Data do documento: 15-Jun-2017
Resumo: A presente pesquisa, alicerçada na perspectiva da pesquisa qualitativa, caracteriza-se como um estudo de caso etnográfico que investigou de que maneira a apreciação de arte favorece a aprendizagem das pessoas com deficiência intelectual. Buscou-se responder ao seguinte problema de pesquisa: O que caracteriza a aprendizagem de alunos com DI e como a Arte-Educação pode mediá-la. O texto apresenta a seguinte estrutura: traz, na introdução, as implicações da pesquisadora com a pesquisa; em seu primeiro capítulo, apresenta o Percurso Metodológico; o segundo capítulo contextualiza a oferta de educação especial em Escola Especial e via Atendimento Educacional Especializado, em escola inclusiva; o terceiro capítulo busca a Compreensão da Deficiência Intelectual em seus aspectos cognitivos e psicossociais, buscando compreender o ensino de arte nesse processo. O quarto capítulo apresenta a análise dos dados produzidos em campo e finaliza-se com as considerações e delineamento da proposta de intervenção pretendida junto aos professores da Educação Básica. Com suporte nos estudos de Vygotsky, foram observadas, descritas e analisadas as interações de oito alunos com deficiência intelectual, suas evidências de aprendizagem, além das práticas pedagógicas da docente inserida no trabalho de Arte-Educação, do Projeto Recriando: Educação e inclusão social pela Arte, oferecido na instituição especializada APAE de Jacobina. A construção dos dados ocorreu por meio da observação participante, análise documental, entrevistas e microanálise do contexto através de filmagens. Foi realizada a descrição densa dos dados encontrados e triangulação dos mesmos na análise dos resultados. Constatou-se quão importante se apresenta o trabalho em arte educação para estudantes com deficiência intelectual utilizando-se de apreciação de arte enquanto recurso pedagógico que permite a aprendizagem significativa, por facilitar a transformação de conceitos cotidianos em conceitos científicos. Como contribuição à área da Educação Inclusiva e à produção científica em geral, apontou-se com este estudo um roteiro que se bem utilizado configura-se numa alternativa ao ensino fecundo, termo usado por Vygotsky para nomear o ensino promotor de desenvolvimento e aprendizagem de estudantes com ou sem deficiência intelectual, proporcionando reflexões a respeito da inclusão social e escolar e os benefícios da mediação pedagógica para este processo de inclusão através das artes visuais.
URI: http://hdl.handle.net/20.500.11896/828
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Educação e Diversidade (MPED)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
KatiaTFCC.pdf3,62 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir