Título: A fragmentação identitária em ensaio sobre a Cegueira
Autor(es): SOUZA, Mariana Mesquita de
Palavras-chave: Cegueira
José Saramago
Pós-modernidade
Identidade
Data do documento: 15-Jun-2018
Resumo: Este trabalho tem como objeto de estudo o romance Ensaio sobre a cegueira, de José Saramago, com o objetivo de questionar e refletir sobre a identidade no contexto pós-moderno. Trata-se de uma pesquisa qualitativa de caráter bibliográfico que toma como corpus de análise a obra do autor lusitano. A cegueira, tema central do romance, é articulada com o olhar. Um olhar que transcende os limites visuais, impostos pela sociedade da imagem, e se estende para um mundo onde o visível e o invisível são moldados no sensível. Os principais resultados apontados pelo estudo investigativo foram: demonstrar o que ocasiona a fragmentação do indivíduo, como ela ocorre e de que forma os personagens a incorpora. Acredita-se que a cegueira descrita como um sol dentro de um nevoeiro é a metáfora de um sinuoso caminho rumo à visão, à aprendizagem do olhar. Ela viabiliza o processo de um certo estilo de visão, que parte do corpo como algo que me abre ao mundo e me possibilita, no movimento da existência, a direção ao outro. Fundamentadas nos estudos de Stuart Hall (2006), Carlos Reis (1998), Michel Foucault (1979) e Marc Augé (1994) busca-se ressaltar o romance de Saramago como espaço de questionamento do homem no mundo.
URI: http://hdl.handle.net/20.500.11896/905
Aparece nas coleções:Letras / Língua Portuguesa e Literaturas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TccMarianaSouza.pdf1,06 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir