Título: ENTRE FRONTEIRAS: DIFERENÇAS CULTURAIS E PRÁTICAS EDUCATIVAS EM NARRATIVAS DE PROFESSORES/AS DO ENSINO FUNDAMENTAL (ANOS FINAIS) Salvador
Autor(es): SANTOS, MARIA HELENA DA SILVA REIS
Palavras-chave: Diferenças Culturais
Práticas Educativas
Data do documento: 2018
Resumo: Esta dissertação de mestrado buscou compreender como professores/as do Ensino Fundamental (anos finais), da rede municipal de Lauro de Freitas, na Bahia, significam as diferenças culturais no contexto de suas práticas educativas. O estudo pautou-se nos princípios epistemológicos da pesquisa qualitativa, ancorado nos pressupostos da abordagem (auto)biográfica, com ênfase nas narrativas docentes. Foram utilizados como dispositivos de colheita de informações: entrevista narrativa, diários das práticas educativas e ateliê biográfico, atividade inspirada em Delory-Momberger (2008), analisados a partir das contribuições fenomenológicas interpretativas de Schütze (2010), sobre a análise das narrativas, articulado com os Estudos Culturais. O estudo das narrativas docentes apontou que a experiência com as diferenças culturais no interior da escola se articula em um movimento de mudanças sociais e culturais nos quais os/as professores/as estão inseridos/as, fazendo parte de uma teia de significados trançada por embates e conflitos, afirmação e negação, negociações entre as diferenças, os diferentes. Esses sentidos docentes atribuídos às práticas educativas no trabalho com as diferenças culturais, quando observados sob o campo dos Estudos Culturais e sob a abordagem intercultural – articulação teórica desta pesquisa –, desvelam limitações e potencialidades nas quais as práticas docentes se isentam do confronto e do conflito, primando pelo caráter monocultural, por meio da homogeneização, da negação ou da conformação das diferenças. Além disso, buscam promover espaços em que as diferenças sejam acionadas, confrontadas e problematizadas, criando brechas nas quais ocorram possibilidades de deslocamento de sentidos e representações, reconhecendo a diversidade dos sujeitos nas múltiplas formas de ser e estar na escola. Esta investigação se configura uma efetiva contribuição à formação de professores da Educação Básica, na medida em que ela possibilita pensar o lugar da docência e compreender o papel da prática educativa, além de refletir de que forma está sendo realizada essa tarefa, em particular, os sentidos a ela atribuídos por docentes da rede pública, no âmbito das diferenças culturais, no exercício da sua profissão em sala de aula.
URI: http://hdl.handle.net/20.500.11896/874
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Educação e Contemporaneidade (PPGEDUC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Maria Helena da Silva Reis Santos DISSERTACAO.pdf1,33 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir