Título: A mediação materna no processo de leitura e contação de histórias no ambiente familiar
Autor(es): ANDRADE, Diana Coutinho Dantas
Palavras-chave: Leitura e contação de histórias
Mediação materna
Constituição de leitores
Data do documento: 1-Mar-2018
Resumo: Este estudo investiga a mediação nas práticas de leitura no contexto familiar, segundo a perspectiva interacionista de Vygotsky, para quem as questões socioculturais interferem diretamente na constituição dos sujeitos. Trata, pois, das atividades de leitura realizadas pelas mães no contexto familiar a partir dos conceitos de interação, mediação e internalização. Configura-se como uma pesquisa de campo, de cunho exploratório com abordagem qualitativa, realizada com cinco mães e suas respectivas crianças em idade escolar, na comunidade rural dos Bagres, na cidade de Miguel Calmon, Bahia no ano de 2017. Nosso objetivo geral foi sensibilizar as famílias, respeitando a multiparentalidade, para a importância de fortalecer laços afetivos a partir da atuação das mães como mediadoras de leitura. Realizar um Ateliê de Leitura e, nesse, oportunizar vivências de leitura literária e encontros para escutas sensíveis sobre leitura e comportamento leitor de suas crianças; orientar para prática leitora no contexto familiar; verificar se a contação de histórias pode desenvolver o gosto pela leitura e contribuir com o processo de constituição de leitores e leitoras, foram nossos objetivos específicos. Os procedimentos metodológicos delinearam-se pela aplicação de entrevista, questionário sociocultural e anotações de campo para coleta de dados que orientaram a realização de um Ateliê de Leitura com duração de 15 horas. Os sujeitos da pesquisa foram cinco mães e suas respectivas crianças. Os dados foram analisados a partir do diálogo com diversos/sas autores/autoras: Vygotsky (2007), Daniels (2013), Sisto (2005), Baquero (1998), Martins (1985), Kleiman (1989), Yunes (2002), Riter (2009), dentre outros e outras. Verificamos que a mediação materna despertou o interesse pela leitura e também o gosto das mães e de suas crianças por essa prática social, contribuindo de forma significativa para a ressignificação dos laços afetivos no seio familiar. Todavia, reunir as mães e sensibilizá-las para corresponsabilidade no desenvolvimento cognitivo, social e afetivo de sua prole constituiu-se em uma tarefa árdua. Elas reconhecem a importância da leitura, no entanto, não disponibilizam de tempo e a maioria das mães mesmo sabendo ler, não tem acesso a essa cultura letrada, tornando limitada a realização dessa atividade no ambiente familiar.
URI: http://hdl.handle.net/20.500.11896/745
Aparece nas coleções:Letras / Língua Portuguesa e Literaturas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
trabalhodeconclusaodecursoDiana.pdf1,39 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir