Título: As Construções de Tópico no Semiárido Baiano
Autor(es): SILVA, Jacson Baldoino
Palavras-chave: Português do semiárido
Tópico
Gerativismo
Sociolinguística paramétrica
Data do documento: 10-Ago-2017
Resumo: Este trabalho investiga a realização das construções de tópico na variedade linguística em uso de comunidades rurais do semiárido baiano. A partir da nova tipologia das línguas proposta por Li & Thompson (apud PONTES, 1987) classifica-se o português do Brasil como uma língua em que há proeminência tanto de tópico como de sujeito, na qual as duas construções são realizadas de forma distintas. Os pressupostos teóricos usados são da sociolinguística paramétrica, que articula pressupostos da teoria Gerativista e da Sociolinguística. Relacionando essas duas disciplinas analisa-se o tópico como um elemento sintático-discursivo, buscando verificar se a sua realização ou não está ligada a fatores extralinguísticos. O corpus é formado a partir de 9 inquéritos selecionados da Coleção Amostra da Língua Falada no Semiárido Baiano (ALMEIDA & CARNEIRO, 2008). E os objetivos deste trabalho são: (i) seleção das construções de tópico encontradas nas entrevistas; (ii) analise e classificação dessas construções a partir da proposta de Araújo (2009); (iii) a relação das construções com fatores extralinguísticos como idade, sexo e escolaridade. A metodologia utilizada é de pesquisa bibliográfica, analisando os dados numa perspectiva qualitativa-quantitativa. Com isso, verifica-se neste trabalho que o português brasileiro é uma língua que possibilita ambas organizações sintáticas, tanto de tópico-comentário como de sujeito-predicado, e que essas construções não devem ser consideradas nem superiores, nem inferiores, mas realizações possíveis dentro da proposta de produção do falante, seja ele homem ou mulher, jovem ou velho, escolarizado ou não.
URI: http://hdl.handle.net/20.500.11896/678
Aparece nas coleções:Letras / Língua Portuguesa e Literaturas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
As construções de Tópico no semiárido baiano (Versão depositada 2).pdf799,6 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir