Título: Entre o Impresso e o Digital: As Experiências de Escrita dos Jovens do Grupo Sarau da Onça
Autor(es): Andrade, Adriana Leal de
Palavras-chave: Gêneros de discurso
Hipertexto e multi/hipeletramento
Data do documento: 2017
Resumo: Este trabalho apresenta o estudo interpretativo de base etnográfica mista das práticas culturais letradas de quatro jovens do grupo Sarau da Onça. As coletas de dados decorrem de entrevistas, registros em diário de campo, fotografias e vídeos realizados durante as visitas ao Cenpah no bairro Novo Horizonte em Salvador, observações na fanpage, perfis e sites utilizados pelos sujeitos e de seus textos escritos e compartilhados nas redes sociais. A abordagem possui a perspectiva sócio-histórica e dialógica Bakhtiniana e, os conceitos de hipertexto, multi/hiperletramento, além dos estudos culturais: a mídia alternativa, a cultura da convergência e a arte interessada aplicados aos espaços off-line e on-line. Os poemas do Sarau por pressupor, dialogicamente, o outro, são enunciados concretos e compartilham uma temática comum, uma composição em versos e estilo próprio que os situam no contexto cultural em que ocorre, sendo, portanto, do gênero poesia. Sua arte não é desinteressada, ela é engajada, já que é considerada trabalho político de revalorização da população periférica e está inserida na cultura de mercado, pois é usada para sustentar as atividades do grupo e os interesses próprios. O grupo se constitui enquanto mídia alternativa, já que executam um projeto de reelaboração e valorização das manifestações culturais periféricas através da poesia e suas ações têm como base temas já postos na sociedade e que representam a realidade social de seus participantes. Não apresentam uma dicotomia entre cultura de massa, cultura popular e cultura de elite, pois são multiculturais. Seus conteúdos artísticos convergem em vários meios de comunicação e, por isso, estão inseridos na cultura da convergência. Como os integrantes do Sarau desenvolvem diferentes linguagens e os poemas são performáticos, eles participam de práticas multiletradas. Já na hipermídia os poemas, ou hipertextos são produtos do letramento digital, caracterizado pela hipermodernidade permitida pelas ferramentas digitais e pela multiculturalidade
URI: http://www.saberaberto.uneb.br/jspui/handle/20.500.11896/672
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Estudo de Linguagens (PPGEL)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ADRIANA LEAL.pdf3,77 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir