Título: Os Saberes Experienciais da Formação do Professor da Eja: O Exemplo da Rede Municipal de Ensino de Lauro de Freitas – BA
Autor(es): Santos, Vânia Pessoa Jornane Barbosa
Palavras-chave: Formação docente
Saberes experienciais
Data do documento: 2015
Resumo: Este estudo é uma reflexão a respeito das experiências que orientam a prática dos docentes, que atuam na Educação de Jovens e Adultos - EJA, na Fase II, no município de Lauro de Freitas - Bahia. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, instrumentalizada através do estudo de caso, que possibilitou a investigação sobre a seguinte problemática: como as experiências pessoais dos docentes impactam o processo de construção profissional da EJA? Desenvolver esta pesquisa foi um desafio que se interpôs num cenário educacional municipal, pois buscamos identificar os entraves que dificultavam a percepção do docente enquanto indivíduo dotado de experiências, experiências estas, que refletem diretamente o campo de atuação e de formação dos professores da EJA, no município. Foi por isso que este estudo teve como objetivo geral refletir a questão dos saberes experienciais da formação do professor da EJA. Para concretizar esta situação procuramos solução para os seguintes objetivos específicos: diagnosticar os problemas encontrados pelos professores para o exercício eficiente da sua prática docente nas classes da EJA; estudar e apontar solução para os entraves que dificultavam a aprendizagem dos alunos da EJA; contribuir para a elaboração de uma proposta de intervenção pedagógica especifica para a formação dos docentes da EJA, no município de Lauro de Freitas. Buscamos trazer um panorama da EJA no município, apresentando os sujeitos e o universo a que eles estão circunscritos, contribuindo para a organização de uma visão geral da EJA em Lauro de Freitas. Traçamos um panorama do contexto histórico da EJA, refletindo sobre os programas de erradicação de analfabetismo, dos movimentos sociais e da influência destes na formação dos docentes da EJA. Ao analisarmos esta trajetória, procuramos demonstrar como a Educação de Jovens e Adultos vem se constituindo enquanto modalidade educacional pautada em princípios legais e institucionais. Isto porque consideramos que este aporte histórico é fundamental para construção da identidade do docente da EJA. Para fortalecer este panorama sobre a EJA utilizamos o diálogo empreendido por Fávero (2006), Barros (2011), Paiva (2011) Arroyo (2006) para referenciar esta discussão. Abordamos a temática acerca da formação do professor da EJA e a sua relação com o saber, tendo como alicerce as contribuições freireanas, onde se discute os saberes docentes como prática de liberdade. O estudo foi ampliado ainda com as contribuições dos seguintes autores: Pimenta (2002), que discute a relação dos saberes docentes e a formação profissional; Freire (1996), que apresenta saberes essenciais a prática docente; Tardif (2003) traz um repertório de saberes indispensáveis a construção de novas práticas docentes. Por fim, analisamos os dados e as informações coletados que contribuíram para a consolidação de uma proposta pedagógica inovadora para as classes da EJA, na Fase II, sendo esta o produto de uma construção coletiva e participativa.
URI: http://www.saberaberto.uneb.br/jspui/handle/20.500.11896/628
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Educação de Jovens e Adultos (MPEJA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
OS SABERES EXPERIENCIAIS.pdf2,73 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir